RPC
Diagnóstico do câncer de mama, mastectomia e reconstrução

Você sabia que se tocar é um jeito de amar a sua saúde e o seu corpo? Neste Outubro Rosa, o mastologista Vinícius Budel indica: “O autoexame é o autoconhecimento. É saber o que é a mama normal e o que é a mama alterada. O melhor amigo pra isso é o espelho”.

Além de, claro, manter as mamografias em dia (seu médico poderá indicar qual é a frequência apropriada).

Para as mulheres que foram diagnosticadas com câncer de mama e têm dúvidas sobre a mastectomia (retirada da mama), Budel esclarece: “Felizmente, a medicina evoluiu muito, nos últimos anos. As cirurgias de mastectomia são cada vez menos necessárias”. Em apenas 5% a 10% dos casos é preciso realizar o procedimento, mas são situações especiais, de mulheres que têm capacidade hereditária de transmitir a doença.

O especialista ainda ressalta uma informação importante: a mulher que passa por uma cirurgia na mama tem direito à reconstrução da mesma. “Nós procuramos fazer imediatamente. É lei, hoje, no país”, explica, reforçando que cada caso é um caso e pode, sim, haver exceção, mas o médico precisa se justificar, quando não realiza o procedimento. Assista à entrevista completa aqui.